• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Música Com álbum dançante, Bruno Mars supera lançamentos politizados no Grammy Cantor foi o grande vencedor da 60ª edição da premiação, com oito troféus. Veja a lista completa de ganhadores

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 29/01/2018 08:26 Atualizado em: 29/01/2018 13:25

Bruno Mars foi o destaque desta edição da premiação, Foto: Don Emmert/AFP
Bruno Mars foi o destaque desta edição da premiação, Foto: Don Emmert/AFP


Bruno Mars dominou a festa do Grammy, em uma premiação que recompensou suas canções para dançar, superando Despacito e os lançamentos densos e politizados do hip hop. Mars venceu em todas as categorias nas quais estava indicado e saiu da cerimônia, no Madison Square Garden de Nova York, com oito gramofones, incluindo Melhor Álbum e Gravação por 24K magic e melhor canção por That's what I like. Muito feliz com as vitórias, o músico recordou a primeira apresentação, quando era criança, para alguns turistas no Havaí.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

"Eu lembro como se fosse hoje, pessoas que não se conheciam, de lados opostos do planeta, dançando uns com os outros, celebrando juntos", disse. "A única coisa que eu queria fazer com este álbum era isso", completou. Despacito, o hit viral de Luis Fonsi, que recebeu três indicações por seu remix con Daddy Yankee e Justin Bieber, não venceu em nenhuma categoria.

A vitória de Mars, um havaiano de 32 anos, pelo seu terceiro álbum, deixou para trás as produções do hip hop que eram consideradas favoritas: 4:44 de Jay-Z, que, apesar de ter recebido oito indicações, voltou para casa de mãos vazias, e DAMN. de Kendrick Lamar, que recebeu cinco prêmios, incluindo Melhor Álbum de Rap e Melhor Canção de rap por Humble..

Apesar do domínio do hip hop nas paradas de sucesso americanas nos últimos anos, até hoje apenas dois álbuns de rap venceram o Grammy de Album do Ano. Alessia Cara, que iniciou a carreira com vídeos no YouTube gravados em seu quarto e se tornou uma cantora pop com consciência social, venceu na categoria Artista Revelação.

A canadense de 21 anos, criada no subúrbio de Toronto, superou, entre outros, o cantor Khalid, artista com o qual ela colaborou na canção sobre a linha de prevenção do suicídio 1-800-273-8255.

Rosas brancas
A cerimônia, que voltou a Nova York após 14 anos em Los Angeles para marcar a 60ª edição, também contou com a presença do movimento #Time's Up, com direito a uma apresentação de Kesha e fortes discursos de Janelle Monae e do rapper Logic.

"A todos os que se atrevem a tentar nos silenciar, oferecemos duas palavras: Time's Up. Acabou a desigualdade de salário, a discriminação, o assédio sob todas as suas formas e os abusos de poder", disse Monae ao apresentar Kesha, que luta há vários anos nos tribunais contra seu ex-produtor, Dr. Luke, a quem acusa de estupro.

Vestida de branco, ao lado de várias cantoras, como Cyndi Lauper e Camila Cabello, Kesha fez uma interpretação emocionada da canção Praying, que terminou em lágrimas e em um grande abraço de todas as artistas. Muitos músicos, como Lady Gaga, usaram no domingo uma rosa branca em solidariedade com as vítimas de abuso sexual.

A jovem cantora Camila Cabello lembrou dos "Dreamers", os quase 2 milhões imigrantes que foram levados ilegalmente aos Estados Unidos por seus pais e que estão sob ameaça de deportação do governo de Donald Trump.

O presidente norte-americano também foi criticado quando o apresentador da cerimônia, James Corden, destacou o pouco apreço de Trump pela leitura. Neste momento, foi exibido um vídeo com celebridades lendo trechos do livro Fire and fury: Inside the Trump White House, que faz um relato sobre o primeiro ano de seu mandato.

Músicos críticos de Trump como Cher e Snoop Dog leram vários trechos, assim como Hillary Clinton, derrotada pelo republicano nas eleições de 2016. "Com isto eu venço o Grammy", disse Clinton após ler algumas linhas.

Veja a lista de vencedores:

GRAVAÇÃO DO ANO:
Redbone – Childish Gambino
Despacito –Luis Fonsi, Daddy Yankee e Justin Bieber
The Story of O.J. – Jay-Z
Humble – Kendrick Lamar
24K Magic – Bruno Mars

ÁLBUM DO ANO:
Awaken, My Love! – Childish Gambino
4:44 – Jay-z
DAMN. – Kendrick Lamar
Melodrama – Lorde
24K Magic – Bruno Mars

CANÇÃO DO ANO:
Despacito – Luis Fonsi, Daddy Yankee, Justin Bieber
4:44 – Jay-Z
Issues – Julia Michaels
1-800-273-8255 – Logic Feat, Alessia Cara
That’s What I Like – Bruno Mars 

ARTISTA REVELAÇÃO:
Alessia Cara 
Khalid
Lil Uzi Vert
Julia Michaels
SZA

MELHOR PERFORMANCE POP SOLO 
Love So Soft – Kelly Clarkson
Praying – Kesha
Million Reasons – Lady Gaga
What About us – P!nk
Shape of You – Ed Sheeran

MELHOR PERFORMANCE POP DE DUO OU GRUPO
Something Just Like This – The Chainsmokers & Coldplay
Despacito – Luis Fonsi & Daddy Yankee com Justin Bieber
Thunder – Imagine Dragons
Feel It Still – Portugal. The Man
Stay – Zedd & Alessia Cara

MELHOR ÁLBUM DE POP COM VOCAIS
Kaleidoscope EP – Coldplay
Lust For Life – Lana Del Rey
Evolve – Imagine Dragons
Rainbow – Kesha
Joanne – Lady Gaga
÷ (Divide) – Ed Sheeran 

MELHOR PERFORMANCE DE ROCK 
You Want It Darker – Leonard Cohen 
The Promise – Chris Cornell
Run – Foo Fighters
No Good – Kaleo
Go To War – Nothing More

MELHOR ÁLBUM DE ROCK 
Emperor of Sand – Mastodon
Hardwired … to Self-Destruct – Metallica
The Stories We Tell Ourselves – Nothing More
Villains – Queens of the Stone Age
A Deeper Understanding – The War on Drugs

MELHOR PERFORMANCE DE R&B
Get You – Daniel Caesar Featuring Kali Uchis
Distraction – Kehlani
High – Ledisi
That’s What I Like – Bruno Mars 
The Weekend – SZA

MELHOR ÁLBUM DE R&B
Freudian – Daniel Caesar
Let Love Rule – Ledisi
24K Magic – Bruno Mars
Gumbo – PJ Morton
Feel The Real – Musiq Soulchild

MELHOR PERFORMANCE DE RAP 
Bounce Back – Big Sean
Bodak Yellow – Cardi B
4:44 – JAY-Z
HUMBLE. – Kendrick Lamar
Bad And Boujee – Migos com Lil Uzi Vert

MELHOR ÁLBUM DE RAP
4:44 – JAY-Z
DAMN. – Kendrick Lamar
Culture – Migos
Laila’s Wisdom – Rapsody
Flower Boy – Tyler, The Creator

Acompanhe o Viver no Facebook: 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.



Últimas