• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
MÚSICA Rec-beat leva música eletrônica, afrobeat, reggae e rock para Caruaru Festival ocorrerá a partir das 16h do próximo sábado, no Polo Estação Folia, localizado na Estação Ferroviária e a programação é aberta ao público.

Publicado em: 28/01/2018 08:12 Atualizado em: 28/01/2018 08:42

Grupo feminino Arrete apresentará músicas do seu primeiro disco, Sempre Com A Frota, com tempero regional. Foto: Alex Melo/Divulgação (Grupo feminino Arrete apresentará músicas do seu primeiro disco, Sempre Com A Frota, com tempero regional. Foto: Alex Melo/Divulgação)
Grupo feminino Arrete apresentará músicas do seu primeiro disco, Sempre Com A Frota, com tempero regional. Foto: Alex Melo/Divulgação
Um festival independente de música vai marcar a semana pré-carnavalesca em Caruaru, no Agreste, a 130 quilômetros do Recife. O Rec-Beat foi anunciado para o próximo sábado, a partir das 16h, no Polo Estação Folia, localizado na Estação Ferroviária.

O Rec-Beat está em sua 23ª edição e leva ao Agreste Ifá, Rimas.INC, Arrete e Rasga Mortalha. Integra a programação o grupo feminino Arrete, que vai apresentar as músicas do seu primeiro disco Sempre Com A Frota, de hip hop, rap e raggae com tempero regional. 

Segundo os organizadores, os espetáculos serão realizados ao ar livre, proporcionando pela primeira vez ao público do interior um pouco da experiência do festival. Rimas.INC vai fazer a abertura e ocupará os intervalos entre as bandas, além de fazer o encerramento do Rec-Beat, na noite do próximo sábado. O grupo trabalha música pop e eletrônica junto a outras sonoridades garimpadas em uma constante pesquisa. 

Representante local do Agreste, a banda Rasga Mortalha mostra seu rock temperado por ritmos nordestinos e brasileiros. Também integrada à programação do Rec-Beat, a banda baiana Ifá investe no afrobeat, dub, reggae, funk e também no Ijexá, dos blocos afro e afoxés baianos. A programação é gratuita e aberta ao público.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas