• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Momo Carnaval 2018: Lia de Itamaracá se recusa a cantar por causa de atrasos de cachê Pagamentos de cinco shows feitos no ano passado estão em aberto

Por: Luiza Maia - Diario de Pernambuco

Publicado em: 26/01/2018 17:23 Atualizado em:

Cirandeira é Patrimônio Vivo de Pernambuco. Foto: Ytallo Barreto/Divulgação
Cirandeira é Patrimônio Vivo de Pernambuco. Foto: Ytallo Barreto/Divulgação


Patrimônio Vivo de Pernambuco desde 2005, Lia de Itamaracá não fará shows carnavalescos programados pelo governo do estado. A razão, segundo a cirandeira, é o atraso no pagamento de R$ 37 mil que deveriam ter sido feitos pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), referentes à realização de cinco apresentações nos dias 7 de junho, 15 de julho, 28 de outubro, 12 e 25 de dezembro.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

Por causa do não pagamento, os músicos também estão sem receber cachês e se recusaram a tocar enquanto o repasse não é feito. "É sempre assim, nós temos que fazer um barraco para receber. Aí você faz um show e passa oito meses para receber. É um descaso muito grande que o governo, através da Fundarpe, tem com os artistas locais. Se fazem isso com Lia, imagina com os outros", reclama o empresário Beto Hess, responsável por administrar a agenda de Lia. 

Lia fará quatro apresentações durante a Folia de Momo, em Conde (PB), Camaragibe, Campo Grande e no Pátio de São Pedro. Além disso, ela está escalada para o Bloco Maluco Beleza, comandado por Alceu Valença, em São Paulo, no dia 3 de fevereiro. "Itamaracá ofereceu a Lia abrir o carnaval com Elba Ramalho, mas teria que ser através da Fundarpe. E nós estamos decididos a não fazer", conta Beto.

Procuradad pelo Viver, a Fundarpe emitiu uma nota explicando que o pagamento está em situação de 'previsão de desembolso'. "Reiterando o respeito à cirandeira e patrimônio vivo de Pernambuco Lia de Itamaracá, a Fundarpe comunica que os processos de todas as apresentações contratadas por este órgão já foram devidamente empenhadas e estão, nesta data de 26 de janeiro de 2018, em situação de 'Previsão de Desembolso (PD)', aguardando apenas a liberação de recursos por parte da Secretaria da Fazenda para que os pagamentos sejam concretizados", diz o comunicado oficial, na íntegra.

Acompanhe o Viver no Facebook:





Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.



Últimas