Notícias, Esporte, Pernambuco, Política, Tecnologia, Vídeos, Fotos, Mundo, Divirta-se

Diario de Pernambuco Assine o Diario Central de assinantes
Pernambuco.com

Recife, 21/SET/2017

  • Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Tragédia Artistas se mobilizam nos EUA para ajudar vítimas de furacões 'Quem acredita que o aquecimento climático não existe deve ser cego ou idiota', disse Stevie Wonder a Donald Trump

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 13/09/2017 12:20 Atualizado em:

Justin Bieber, Oprah Winfrey e Sofia Vergara atendem às ligações dos doadores da campanha Hand in Hand'. Foto: AFP/Reprodução
Justin Bieber, Oprah Winfrey e Sofia Vergara atendem às ligações dos doadores da campanha Hand in Hand'. Foto: AFP/Reprodução

Dezenas de artistas dos Estados Unidos se mobilizaram nesta terça-feira, 12, para ajudar as vítimas dos furacões Harvey e Irma, apelando à unidade e denunciando a resistência do presidente Donald Trump em reconhecer os efeitos do aquecimento global. Durante um programa de TV destinado a arrecadar fundos e que durou apenas uma hora, foi obtido 14,5 milhões de dólares em ajuda, mas as doações prosseguem por telefone, segundo os organizadores.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre 

No estilo Teleton, as celebridades atenderam telefonemas de doadores anônimos durante o programa. Entre as estrelas que participaram estavam o cantor Justin Bieber, os atores George Clooney, Robert de Niro e Al Pacino, e as atrizes Julia Roberts e Reese Witherspoon. O evento estava previsto inicialmente para apoiar as vítimas do furacão Harvey, que deixou mais de 70 mortos e inundou a região de Houston (Texas), mas os organizadores decidiram ampliá-lo aos afetados pelo Irma, que matou 12 pessoas na Flórida.

Na abertura do programa, o cantor Stevie Wonder interpretou com um grupo de gospel o tema Lean on Me, mas antes dirigiu uma mensagem a Trump: "Temos que começar a amar e a dar valor ao nosso planeta. Quem acredita que o aquecimento climático não existe deve ser cego ou idiota". Trump anunciou, no início de junho, sua decisão de retirar os Estados Unidos do acordo de Paris sobre o clima, afirmando que era ruim para a economia americana.

Acompanhe o Viver no Facebook: 





Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.










SIGA

Facebook

Google+

Twitter

Rss

[X Fechar]