• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Ciclofaixa Ciclistas querem faixa na Rua do Futuro Contagem da Ame ciclo registrou fluxo de 2,5 mil usuários de bicicleta que seriam beneficiados. CTTU disse que estuda implantação, mas não há data prevista

Por: Henrique Souza - Pernambuco.com

Publicado em: 27/03/2015 07:16 Atualizado em:

A Associação Metropolitana de Ciclistas do Grande Recife (Ameciclo) fez uma contagem do número de ciclistas que trafegam pela Zona Norte da cidade, com o objetivo de reforçar o pedido de implantação de uma nova ciclofaixa na região, ao longo da Rua do Futuro.

A medição, que foi realizada em 18 de março, nos cruzamentos desta via, da Avenida Conselheiro Rosa e Silva e da Avenida Rui Barbosa, com a Avenida Doutor Malaquias, contabilizou 2,5 mil bicicletas das 6h às 20h.

A Ameciclo argumenta que além de atender o fluxo existente na via, os ciclistas que trafegam nas avenidas Rui Barbosa e Conselheiro Rosa e Silva também seriam atraídos para a faixa, já que ambas sofrem diariamente com grandes congestionamentos.

Uma ciclofaixa bidirecional seria importante para a continuação da ciclovia na Rua Padre Roma, contribuindo para ligar vários bairros da Zona Norte ao Derby. Outro ponto identificado pela contagem é o grande número de usuários de bicicleta que anda na contramão ou na calçada, já que as quatro vias estudadas são de mão única.

A proposta do grupo é retirar parte das vagas de estacionamento na Rua do Futuro para dar lugar a uma ciclofaixa. A associação argumenta que os 2,5 mil ciclistas trafegam no local em más condições de segurança, enquanto 200 automóveis ficam estáticos na via.

O coordenador da Ameciclo, Daniel Valença, diz que embora o número de bicicletas não seja tão grande quanto em outras áreas, o cenário na Rua do Futuro é diferenciado. “Encontramos muitos adolescentes utilizando a bicicleta para ir à escola. Embora isso também ocorra em outras ruas, o número de jovens que fazem esse percurso sozinhos, sem a companhia da mãe ou do pai é maior”, conta.

Segundo dados da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), cerca de 24 mil veículos trafegam por dia na Avenida Rui Barbosa, enquanto na Rosa e Silva esse número salta para 33 mil. Na Rua do Futuro essa quantidade é desconhecida, pois a via não tem fiscalização eletrônica.
Em nota, a CTTU afirmou que a ciclofaixa não está descartada, mas não há previsão para implantação, “uma vez que este tipo de equipamento requer simulações e estudos de tráfego, que irão permitir encontrar a melhor solução para a localidade”.

Fluxo de ciclistas no cruzamento Rui Barbosa x Dr. Malaquias
795 ciclistas
20% andam na contramão
15% pela calçada
742 homens
53 mulheres
57 ciclistas por hora
115 no pico, entre 17h e 18h

Rua do Futuro x Dr. malaquias
894 ciclistas
29,1% pela contramão
19,9% pela calçada
836 homens
58 mulheres
64 por hora
83 no picom entre 6h e 7h

Rosa e Silva x Dr. Malaquias
857 ciclistas
14,5% na contramão
14% pela calçada
809 homens
48 mulheres
61 por hora
103 no pico, entre 17h e 18h

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.



Últimas