• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
BikePE Ciclistas apontam os seis piores trechos para pedalar no Recife Falta de sinalização, segurança, buracos e lixo nas pistas são algumas das principais reclamações

Por: Juliana Freire

Publicado em: 28/11/2014 15:48 Atualizado em: 23/12/2015 12:55

O ciclista André Maia utiliza a ciclofaixa diariamente e reclama do desrespeito dos motoristas.  Foto: Everson Verdião/Esp.DP/D.A.Press
O ciclista André Maia utiliza a ciclofaixa diariamente e reclama do desrespeito dos motoristas. Foto: Everson Verdião/Esp.DP/D.A.Press
Que andar de bike faz bem para saúde, para a natureza e desafoga o trânsito muita gente deve saber. Por isso a atividade caiu nas graças de grande parte dos recifenses, mesmo que a estrutura oferecida para o uso da magrela ainda deixe muito a desejar. O BikePe conversou com alguns grupos de ciclistas para elaborar uma lista com os seis piores trechos para pedalar na cidade, levando em conta fatores como: segurança, infraestrutura, arborização, sinalização e iluminação do espaço destinado ao ciclista.

As avenidas, em geral, são as vilãs do ciclista. Por terem muitas paradas de ônibus, fluxo intenso de carros em alta velocidade e desrespeito por parte dos condutores. %u201C[Os motoristas] só respeitam quando não tem trânsito, mas quando tem botam por cima mesmo%u201D, conta o ciclista e professor de musculação André Maia, de 31 anos, que utiliza a ciclofaixa da Avenida Engenheiro Domingos Ferreira diariamente. %u201CParece que quanto maior a velocidade da pista mais os condutores tendem a desrespeitar o ciclista%u201D, conta o um dos coordenadores da Ameciclo Daniel Valença.

Algumas da faixas destinadas aos ciclistas estão esburacadas, em locais sem iluminação adequada ou até mesmo em lugares perigosos, como a ciclovia Capitão Temudo. Segundo Alcides Neto, dono da Ciclo Adventure, é um lugar muito estranho, escuro e muito propicio a assaltos. O que ideal seria que a cidade tivesse ciclofaixas espaçosas, bem sinalizadas, seguras e iluminadas, mas na realidade o que se encontra são vários trechos acidentados ou ocupados por sacos de lixo.%u201DAté que ponto vale a pena construir ciclofaixas se não se educa a população a respeitar o espaço do ciclista?%u201D questiona Alcides Neto.


TAGS:

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.



Últimas